Apocalípticos, Integrados, Cronópios e Clowns

14 mar

clown1

Trecho de matéria publicada no Observatório da Imprensa, em 2007.

“O escritor Julio Cortázar criou dois tipos de personagens: os cronópios, amantes da poesia, guiados pela emoção; e os famas, prudentes, metódicos. Eduardo Suplicy é um típico cronópio. Geraldo Alckmin é fama.

Umberto Eco escreveu Apocalípticos e integrados. Integrado é aquele que se adapta, que ingere a programação da TV sem culpas, segue as modas, não vai teorizar, consome. O apocalíptico fareja a decadência, desconfia do que a multidão idolatra. Luciano Huck é integrado. Antônio Abujamra é apocalíptico.

Há uma outra classificação, ligada à imagem dos clowns, caricaturas vivas do ser humano. Uma distinção clássica menciona dois tipos: o branco e o augusto. O clown augusto é o palhaço coadjuvante, o bobão, manipulado pelo clown branco, que encarna o “chefe”, o sabe-tudo, o intelectualizado.”

Leia o chato artigo completo aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: